NOTÍCIAS
NOTÍCIAS SOBRE O MERCADO IMOBILIÁRIO SEMPRE ATUALIZADAS
NOTÍCIAS
Voltar \ PREÇOS NO MERCADO IMOBILIÁRIO SOBEM 0.5% NO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2020

PREÇOS NO MERCADO IMOBILIÁRIO SOBEM 0.5% NO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2020

13 jul 2020
PREÇOS NO MERCADO IMOBILIÁRIO SOBEM 0.5% NO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2020
Desengane-se quem previa uma baixa de preços no mercado imobiliário, os preços das casas em Portugal subiram 0,5% no segundo trimestre de 2020 face ao trimestre anterior, fixando-se em 2.070 euros por metro quadrado (m2). Em termos anuais, ou seja, face aos primeiros três meses do ano passado, o aumento foi de 7,1%. Nas duas principais cidades do país, em pleno surto da Covid-19, os preços registaram quebras, nomeadamente de 1,2% em Lisboa e 0,6% no Porto, mas Coimbra destacou-se em sentido cont
Regiões

As regiões que assistiram a um aumento de preços em termos trimestrais foram o Norte (2,8%) e o Algarve (1,9%). Por outro lado, desceram no Alentejo (-1,6%), Região Autónoma da Madeira (-0,6%), e Área Metropolitana de Lisboa (-0,3%) e Centro (-0,2%).

A Área Metropolitana de Lisboa, com 2.997 euros por m2, continua a ser a região mais cara, seguida pelo Algarve (2.295 euros por m2), Norte (1.765 euros por m2) e Região Autónoma da Madeira (1.557 euros por m2). Do lado oposto da tabela, Alentejo (1.031 euros por m2) e Centro (1.038 euros por m2) assumem-se como as regiões mais baratas.

Distritos

Dos distritos analisados, os maiores aumentos a tiveram lugar no Porto (3,4%), Braga (2,6%), Setúbal (2,4%), Aveiro (2,2%), Faro (1,9%) e Viseu (1,7%). No caso de Coimbra a subida foi de 0,7%.

Por outro lado, desceram em Beja (-3%), Leiria (-1,2%), Guarda (-0,9%), Santarém (-0,6%), Ilha da Madeira (-0,6%). Em Évora (-0,2%) e Lisboa (-0,1%) os preços mantiveram-se praticamente estáveis. Cidades capitais de distrito

OS PREÇOS AUMENTARAM EM 14 CAPITAIS DE DISTRITO, com Coimbra (3,9%) a liderar a lista. Seguem-se Viseu (3,7%), Braga (3,1%), Évora (3%) e Vila Real (2,5%). Já no Porto e Faro as subidas foram de 1,6% e 1%, respetivamente.

Por outro lado, foi em Santarém que os preços mais desceram: 5,2%. Seguem-se Beja (3,2%) e Lisboa, onde a descida foi de 1%.

NÃO PERCA TEMPO, SE PRETENDE COMPRAR CASA, NÃO ESPERE, APROVEITE AGORA A OCASIÃO E O MELHOR ACOMPANHAMENTO COM A ATUAL IMOBILIÁRIA.

CONTACTE-NOS!

Veja Também